Futebol

03 outubro 2021, 16h24

Samu atirou ao poste

RESUMO DO JOGO

No Campo n.º 1 do Benfica Campus, no Seixal, o Benfica B venceu o Chaves na 7.ª jornada da Liga 2 por 3-1, num encontro marcado pela forma como as jovens águias entraram no segundo tempo. Intensos e eficazes, construíram uma vantagem de dois golos, que se manteve até final.

A primeira parte configurou boa parte do que o técnico do Benfica B, Nélson Veríssimo, previu na antevisão do encontro: um desafio equilibrado e competitivo.

O Benfica B, apesar das poucas ocasiões de perigo durante este período, foi a formação que nos primeiros 45 minutos mais perto esteve de se adiantar no marcador. Do pé direito de Samu saiu um tiro forte, fora da área, aos 27', ao poste direito da baliza de Samu do Chaves. As jovens águias estavam na sua melhor fase no encontro, e dois minutos depois foi Henrique Araújo a finalizar para fora.

Martim Neto

O Chaves, consistente no processo defensivo e vigiando sempre as movimentações de Paulo Bernardo, procurou levar perigo para a baliza à guarda de Svilar através dos seus extremos, mas a verdade é que o bloco mais recuado do Benfica B controlou os acontecimentos e só aos 44' é que Batxi atirou fraco e à figura do internacional sérvio.

Que entrada do Benfica B na segunda parte! Mais intensos, os encarnados subiram linhas, surgiram mais próximos do último reduto dos forasteiros e, aos 50', Martim Neto, aproveitando um alívio deficiente, de pé esquerdo, colocou a bola rasteira junto ao poste direito de Samu, impotente perante o disparo certeiro do médio. Estava feito o 1-0.

O Chaves abanou e três minutos depois, aos 53', Henrique Araújo escapou nas costas dos centrais transmontanos e perante a saída do guardião contrário aumentou a vantagem das águias para 2-0.

Henrique Araújo

A partir daí, apostando num futebol mais direto, os flavienses surgiram mais perto da baliza de Svilar e, aos 69', após um pontapé de canto, Kevin Pina reduziu a diferença (2-1), com um cabeceamento na pequena área.

O Benfica B ainda viu um remate forte de João Correia, aos 73', sair ao lado do poste esquerdo de Svilar, mas Tomás Araújo, de cabeça, ao segundo poste, na sequência de um canto de Umaro Embaló na direita, colocou a diferença no marcador em dois golos, apontando o 3-1 (76'). Este golo praticamente sentenciou o desafio, com os benfiquistas a gerirem a posse de bola e o jogo.

DECLARAÇÕES

Nélson Veríssimo

Nélson Veríssimo (treinador do Benfica B): "Foi um jogo difícil, sabíamos que íamos receber uma equipa complicada, que gosta de ter a posse de bola. Seria um bom desafio jogar com uma equipa com mentalidade ofensiva. A primeira parte foi bastante equilibrada, tivemos uma oportunidade pelo Samu, que foi ao poste. A forma como entrámos na segunda parte, os jogadores com uma mentalidade muito boa, a saber o que tínhamos de fazer de diferente, foi determinante. Deixa-me satisfeito a paciência que tivemos com bola, os tempos de atacar e gerir, foi uma conquista para esta equipa. Os jogadores estiveram muito bem, com uma atitude muito boa e somámos os três pontos, o mais importante."

Tomás Araújo

Tomás Araújo (defesa-central do Benfica B e "Homem do Jogo"): "Tem grande significado receber este prémio de 'Homem do Jogo', sinal de que a equipa jogou bem e eu fiz o meu trabalho. Conseguimos o nosso objetivo, que era vencer. A primeira parte foi muito bem disputada. Ao intervalo, acertámos algumas coisas e tivemos mais intensidade. Depois do segundo golos relaxámos, sofremos o golo. Após o golo do Chaves voltámos à carga, marcámos e controlámos o jogo até ao fim."

Umaro Embaló

Umaro Embaló (extremo do Benfica B): "Foi um jogo muito difícil, frente a um adversário muito complicado. Entrámos bem no jogo, mas foi repartido na primeira parte. Entrámos fortes na segunda parte e marcámos. Sabíamos que não seria fácil. Estivemos confortáveis no jogo na segunda parte."

Benfica B-Chaves
3-1
Benfica Campus (Campo n.º 1)
Onze do Benfica B
 Svilar, Filipe Cruz, Tomás Araújo, Pedro Ganchas, Sandro Cruz, Rafael Brito, Paulo Bernardo (Ronaldo Camará, 85'), Martim Neto (Cher N'Dour, 66'), Umaro Embaló (Jair Tavares, 85'), Samu (Tiago Gouveia, 66') e Henrique Araújo (Luís Lopes "Duk", 79')
Suplentes
Samuel Soares, Pedro Álvaro, Rafael Rodrigues, Diogo Capitão, Cher N'Dour (66'), Ronaldo Camará (85'), Jair Tavares (85'), Tiago Gouveia (66') e Luís Lopes "Duk" (79')
Ao intervalo 0-0
Golos do Benfica B
Martim Neto (50'), Henrique Araújo (53'), Tomás Araújo (76') 
Boletim clínico
  João Neto (entorse no tornozelo esquerdo)

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 3 de outubro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar