Futebol feminino

07 maio 2022, 16h46

Festejos

Neste domingo, pelas 16h00, acontece algo de inédito em 2021/22: a equipa feminina de futebol do Benfica vai jogar no Estádio da Luz! O dérbi com o Sporting, da 12.ª jornada da fase de apuramento de campeão da Liga BPI, pode dar o título nacional às águias, e os bilhetes já estão disponíveis, com os Sócios a terem entrada gratuita.

Esta vai ser a terceira ocasião em que a equipa feminina de futebol joga na Catedral. A primeira ocorreu a 1 de setembro de 2018, frente ao Deportivo da Corunha, no jogo de apresentação aos Sócios; a segunda vez foi no dia 19 de outubro de 2019, num dérbi com Sporting, na 4.ª jornada da edição 2019/20 da Liga BPI.

Convocatória
Benfica
Katelin Talbert, Carolina Vilão, Ana Seiça, Ana Vitória, Andreia Faria, Beatriz Cameirão, Carole Costa, Catarina Amado, Cloé Lacasse, Christy Ucheibe, Francisca Nazareth, Jéssica Silva, Lara Pintassilgo, Lúcia Alves, Maria Negrão, Pauleta, Sílvia Rebelo e Valéria Cantuário

A fazer uma época praticamente imaculada no Campeonato Nacional, o Benfica conta, somando os números da Série Sul e da fase de apuramento de campeão, com 18 jogos realizados e 17 vitórias. A única derrota ocorreu na 1.ª fase. Nesses mesmos 18 encontros, as encarnadas apontaram 61 golos (média de 3,39 por jogo) e sofreram 12 (0,67 por partida), sendo que o primeiro tento concedido na fase de apuramento de campeão foi no último desafio, com o Marítimo (1-6).

Numa altura em que há apenas nove pontos para disputar, o Benfica chega a esta antepenúltima jornada com seis pontos de vantagem sobre o Sporting. Por terem vencido em Alcochete, casa do rival, as encarnadas sagram-se automaticamente campeãs em caso de vitória ou empate (vantagem no confronto direto) no dérbi de domingo.

Bilhetes Futebol Feminino | SL Benfica x Sporting CP
Utilização
Top 3
Nome Minutos
1.ª fase
Minutos
Apuramento
campeão
Total
Lúcia
Alves
417 839 1256
Pauleta 375 808 1183
Cloé
Lacasse
420 714 1134

Ainda em termos totais, assinalamos as jogadoras que comandam o top 3 nos minutos de utilização e nos golos marcados. Nome comum aos dois rankings? Cloé Lacasse! A internacional canadiana está a fazer uma época muito positiva, tem uma grande preponderância no sucesso coletivo e isso é sustentado nos números de minutos jogados e nos tentos logrados.

Nos minutos de utilização, o top é liderado por Lúcia Alves. A defesa já alinhou 1256 minutos na edição 2021/22 da Liga BPI, sendo que 417 minutos foram na 1.ª fase – Série Sul – e 839 minutos na fase de apuramento de campeão. Na perseguição está Pauleta. A média também já ultrapassou os 1000 minutos (1183), divididos em 375 minutos (Série Sul) e 808 (fase de apuramento de campeão). Cloé Lacasse fecha este lote com 1134 minutos (420 na Série Sul e 714 na fase de apuramento de campeão).

Bilhetes para o jogo

Ver mais ›

Nos golos, Cloé Lacasse e Francisca "Kika" Nazareth estão em evidência, com 10 tentos cada, secundadas por Marta Cintra, com seis. Todas marcaram nas duas fases, sendo que a canadiana dividiu irmãmente as finalizações – cinco em cada fase. Kika Nazareth, que esteve algum tempo ausente por lesão na fase de apuramento de campeão, apontou nove golos na Série Sul e um na fase decisiva da Liga BPI. Os seis remates certeiros de Marta Cintra dividem-se em dois na Série Sul e quatro no apuramento de campeão.

Futebol feminino Benfica

Golos
Top 3
Nome 1.ª fase Apuramento
campeão
Total
Cloé
Lacasse
5 5 10
Kika
Nazareth
9 1 10
Marta
Cintra
2 4 6

Se fizermos um paralelismo entre o Benfica e os restantes candidatos da Liga BPI, percebemos que as Inspiradoras tomam a dianteira em praticamente todos os aspetos analisados. Nos mesmos 18 jogos, o Sporting conta com 14 triunfos, o SC Braga alcançou 13 e o Famalicão não vai além das 11 vitórias. Enquanto o Benfica só foi derrotado uma vez – e na 1.ª fase, em Alcochete –, as verdes e brancas têm dois desaires, ambos na fase decisiva da prova; e o SC Braga e o Famalicão contam com quatro e seis derrotas, respetivamente. Nos golos, só o Sporting acompanha a veio goleadora do Benfica, com os mesmos 61 remates certeiros; as duas formações minhotas apresentam 51 golos (SC Braga) e 40 golos (Famalicão).

Oficialmente, o dérbi de domingo vai ser o 11.º (terceiro nesta época) entre os dois emblemas no futebol feminino. Sempre emocionante, no futebol ou nas demais modalidades, seja no masculino ou no feminino, os duelos entre Benfica e Sporting não deixam ninguém indiferente, dentro e fora das quatro linhas. Este não será exceção, e até ganha caráter decisivo, dado que as águias podem celebrar, em pleno Estádio da Luz, o Bicampeonato.

"Vai ser um jogo brutal e espero que seja com muitas pessoas, porque vai valer a pena. Temos de entrar confiantes, porque estamos em casa"

Kika Nazareth, jogadora do Benfica

"É o Sporting, é o nosso rival direto. Isso mexe com as pessoas e com as jogadorasOs adeptos estão com vontade e pode ser o jogo do título. Nada está ganho, mas pode ser o jogo do título. Estamos a um passo, a um golo, a uma vitória de sermos campeãs, principalmente neste palco que é, tenho de admitir, um sonho de criança. Vai ser um jogo brutal e espero que seja com muitas pessoas, porque vai valer a pena. Temos de entrar confiantes, porque estamos em casa. Acredito que vamos ter o Estádio com muitas pessoas", desejou Kika Nazareth, em declarações proferidas nos estúdios da BTV.

Olhando para os 10 jogos oficiais anteriores, o equilíbrio é a tónica. As leoas contabilizam cinco vitórias, as águias contam com quatro triunfos. Apenas por uma vez houve empate, na Taça da Liga. Ambos os conjuntos têm apetência para o golo, mas nos dérbis a média não chega aos dois por partida. Sporting já faturou em 17 ocasiões, o Benfica tem 14 finalizações certeiras.

Cloé Lacasse

A decisão da Liga BPI pode passar por este dérbi, mas, para aqui chegar, o Glorioso teve uma longa e dura temporada para percorrer. Arrancou o Campeonato na Série Sul, com um calendário de sete jornadas, logrou seis vitórias (três em casa e três fora) e faturou por 32 ocasiões, sendo que o resultado mais expressivo desta fase foi diante do Atlético, fora de casa, por 0-13.

Na Série Sul, realce, ainda, para Kika Nazareth. A atacante teve impacto na manobra ofensiva da equipa e isso vê-se nos números. Foi a melhor marcadora da fase, com nove tiros, e a futebolista com mais participações em golos (13), fruto das quatro assistências realizadas. Ana Seiça foi a mais utilizada, com 450 minutos contabilizados.

Na fase de apuramento de campeão, a decorrer, o Benfica conta com 11 triunfos (cinco em casa e seis fora) em outras tantas rondas realizadas, e teve no 1-6 ao Marítimo, na última jornada, o resultado mais expressivo na fase de apuramento de campeão. Em termos individuais, Cloé Lacasse é quem mais ordena nas águias, com cinco golos e cinco passes para golo (participação direta em 10 tentos da equipa). Ana Vitória é a jogadora com mais minutos: 855.

NA 1.ª VOLTA FOI ASSIM...

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 25 de maio de 2022

Patrocinadores Futebol Feminino


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar